terça-feira, 6 de julho de 2010

Ao olhar para trás percebi que meus olhos estavam mortos, vidrados em uma imagem que vive apenas em minha memória, remota memória... Memória que insiste em trazer dor e angústia aos meus dias de busca incessante da minha outra metade...

2 comentários:

Taaaty disse...

Eu axo que voce deveria deixar as memórias só com os bons momentos que passaram.. e a dor e angustia deixe que o vento leve elas embora! s2 Latinooo =]

alant_moraes disse...

Dessas memórias que muitos dizem não ser boas, deixo-as para que um dia possam servir de lição, evitando assim que os novos passem pelas reveses que um dia passei. Não as potencializo, apenas me livro delas em forma escrita.